SECOM GUIA SERVIÇOS
Alagoas, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
  • Enviar e-mail
  • Facebook

“Alagoas tem atrações que nada ficam a dever ao Caribe”, diz editor de site de turismo argentino

Publicado em 21 de Novembro de 2016

Como sócio-fundador da Intripper, um dos novos sites de conteúdo e turismo na Argentina voltado ao público jovem, Santiago Igarza conhece como poucos os destinos turísticos preferidos dos argentinos não apenas no Brasil, como em toda a América Latina, incluindo México e Caribe.

“Confesso que, além das já famosas praias, o que mais me surpreendeu em Alagoas foi a diversidade e a qualidade da hotelaria, dos restaurantes e dos serviços”, diz o empreendedor, que esteve semana passada em Maceió ao lado de outros “influenciadores digitais” da Argentina como parte de uma programação de divulgação da Secretaria Municipal de Promoção do Turismo de Maceió (veja abaixo alguns dos videos já produzidos por eles).

Abaixo, ele falou a AGENDA A sobre como o turismo em Maceió, que recebe da Argentina seu maior número de visitantes internacionais, tem potencial de receber um fluxo muito maior nos próximos anos.   

AGENDA A: Seu trabalho já o levou a alguns dos destinos preferidos dos argentinos no Brasil e em todas as Américas, mas essa é sua primeira viagem a Alagoas. Comparado com outros destinos, o que mais lhe chamou atenção em Maceió?

Além das praias, claro, acho que o que mais me surpreendeu foi a diversidade e qualidade da hotelaria e da gastronomia. Apesar de ter conhecido não mais que 4 hotéis, posso dizer que Maceió não deixa nada a dever nesse quesito a grandes destinos no Caribe. Com a vantagem de que é possível encontrar  aqui uma atmosfera e identidade local, mesmo nos melhores restaurantes, que contrastam com a padronização de redes de hotéis e restaurantes em alguns destinos no Caribe voltados apenas para o agradar o gosto médio do turista dos Estados Unidos, o que empobrece a identidade local. E acho que o fortalecimento dessa identidade um dos diferenciais mais importantes que vocês devem apostar.     

Comparado com outros destinos como os das praias de Santa Catarina, por exemplo, e até do Rio de Janeiro, Alagoas e outros Estados do Nordeste levam desvantagem pela distância. O que fazer para atrair um fluxo de turistas constante da Argentina?

Acredito que é exatamente a aposta nos diferenciais já existentes. Em primeiro lugar, é bom lembrar que os argentinos são apaixonados por praias, até porque as praias do nosso país não têm comparação com as do Brasil, e as de Alagoas são ainda mais atrativas, seja pela cor do mar, pela vegetação do entorno e pela temperatura da água, bem mais quente, por exemplo, do que as de Santa Catarina ou mesmo do Rio de Janeiro, onde estive durante a Copa. Outro apelo importante na hotelaria é a disseminação do modelo all inclusive, preferido pelos argentinos. Tivemos a chance de nos hospedar em um all inclusive bem próximo da cidade (O Pratagy Beach Resort) e sei que existem outros apostando no modelo. E por falar em proximidade, acho que esse é outro diferencial de Alagoas. Vocês têm praias quase desertas, lagoas, dunas e outros atrativos a pouco tempo da área urbana de Maceió. Em pouco mais de uma hora, chegamos ao local de onde se faz o passeio pela Foz do São Francisco e nos deparamos com paisagens e povoados completamente diferentes. Com esses atrativos, é preciso agora investir mais em divulgação por meio de ações como essa, explorando principalmente  canais como redes sociais e sites especializados.

Que pontos negativos você apontaria que podem ser corrigidos?

Sinceramente, até agora, ao menos em comparação a outros destinos, não vi pontos que me chamassem atenção negativamente, não...

Sei que você desembarcou em Maceió a convite da Prefeitura e que é desconfortável apontar defeitos quando se é convidado. Ainda assim, é impossível que você não tenha encontrado nada que não precise ser melhorado

Como disse, de maneira geral, não detectei nenhum ponto negativo que me chamasse atenção em comparação, por exemplo, com outros destinos no Caribe. É claro que estamos olhando a cidade do ponto de vista específico do turista, e não de todos os problemas urbanos e sociais que existem em vários destinos e também na Argentina. Nesse sentido, posso assegurar que o que encontramos aqui em Alagoas não deixa nada a desejar a vários outros destinos. Em relação às atrações, talvez um ponto que faz falta para turistas jovens é uma programação de vida noturna mais intensa. Apesar de vocês contarem com excelentes bares e restaurantes, notei que, ao menos para o público jovem, a vida noturna aqui não tem o embalo de outros destinos.



  • Ideias
  • Agenda A ideias é um espaço plural discussão de temas comprometidos com a melhoria do ambiente de negócios e da qualidade de vida dos alagoanos.

  •  
  • Turismo
  • Vídeos

© AGENDA A 2013. All rights reserved