Marca alagoana criada em Arapiraca ganha destaque em ambientes da Casa Cor São Paulo, Bolívia e até na Argentina

Rodrigo 6 de julho de 2023

 

Leopoldo Beserra, fundador da Araforros: com lançamento da marca Teto Vinílico, empresa conquistou segmento de arquitetura de alto padrão

Uma marca de produtos desenvolvida em Arapiraca foi destaque recentemente em eventos nacionais e internacionais, como a Casa Cor São Paulo, Casa Cor Bolívia e a Batev, importante feira e exposição do mercado da construção e habitação na Argentina, realizada em Buenos Aires.

A Teto Vinílico, marca lançada em 2020 pela empresa alagoana Araforros, que se tornou uma das maiores produtoras de forros, portas sanfonadas e telhas de PVC do Brasil em mais de 30 anos, reposicionou-se no segmento de arquitetura e obras de alto padrão ao desenvolver uma linha vinílica. Essa linha combina resistência e robustez em acabamentos com um design inspirado na sofisticação natural de mais de 30 padrões de madeiras e outros padrões que conferem nobreza e personalidade aos ambientes.

“Estamos realmente felizes com o rápido crescimento e aceitação que a marca teve no mercado em apenas três anos”, diz Leopoldo Beserra, fundador da Araforros. Ele lembra que a marca foi oficialmente lançada em março de 2020 na Expo Revestir, em São Paulo, no início da pandemia no país.

Desde então, a Teto Vinílico adotou como estratégia principal aproximar-se do segmento premium de arquitetura e habitação, exibindo o padrão de sua linha de produtos em mais de 50 ambientes em mostras da Casa Cor, incluindo a Casa Cor Bolívia deste ano, bem como em feiras e exposições como a Batev, na Argentina. No mercado da construção, a marca ganhou presença não apenas em projetos residenciais de alto padrão em Milagres e outros condomínios de luxo no Litoral Norte, mas também foi adotada em projetos de grandes construtoras, desde Alagoas (Colil, Lares, RPontes, Consenco, Delman, Citecon, Pacto) até São Paulo (Cyrela, Eztec, Rocontec) e Paraná (Laguna, OAS), ao Rio de Janeiro (Patrimar).

Apesar de conhecido por manter estilo discreto (e avesso à divulgação de grandes números de crescimento), Leopoldo Beserra reconhece que, caso a Teto Vinílico mantenha sua rota atual de crescimento, em quatro ou cinco anos anos a marca pode atingir um faturamento que a Araforros demorou décadas para conquistar.